fbpx

Dicas importantes no Cuidado pós-operatório

 Em Pós-cirúrgico

Procedimentos cirúrgicos e até mesmo invasivos são muito utilizados na odontologia, como exemplos podemos citar:

  • Cirurgias de implantes;
  • Exodontias comuns e do dente siso;
  • Cirurgias ortognáticas;
  • Enxertias do seio maxilar;
  • Cirurgias periodontais e paraendodôntica.

Após o procedimento cirúrgico alguns cuidados devem ser tomados para que a cicatrização ocorra da melhor forma possível, favorecendo a formação do coágulo, mantendo a região livre de infecções e para que o paciente permaneça sem dor, edema e desconforto após o procedimento.

Dentre os cuidados pós-operatório podemos citar:

  1. Uso da medicação prescrita pelo dentista pré-operatória normalmente com antibióticos específicos que serão usados no pós-operatório também para que haja o controle da infecção, principalmente nos primeiros dias. Analgésicos para o controle da dor. Não fazer uso de nenhuma medicação que não tenho sido prescrita pelo dentista.
  2. Não fazer bochecho nos 2 primeiros dias para favorecer a formação do coágulo, somente lavar a boca com o antisséptico indicado e água.
  3. Nos casos pós-cirúrgicos podemos indicar o controle mecânico com escova Special Care (TEPE) sendo usada de uma forma cuidadosa e delicada com objetivo de remoção e controle da placa bacteriana. A escova Special Care é a única no mercado com 12.000 cerdas  apresentando 0,06mm de diâmetro, cerdas ultramacias com filamentos arredondados de polyester que asseguram uma escovação segura e confortável.
  4. Agentes antibacterianos como o digluconato de clorexidina usados em gel (0.2%) ou solução (0.12%) controlam o biofilme bacteriano impedindo a proliferação e aumento do número de bactérias e também possuem substantividade que é a capacidade de permanecer na superfície operada por um tempo prolongado após a colocação.
  5. Paciente deve evitar atividades físicas intensas, exposição ao sol, falar muito, abaixar e levantar a cabeça, normalmente precisam de repouso por 2 ou mais dias dependendo do procedimento. O repouso favorece a formação do coágulo que ajuda na cicatrização espontânea mais rápida.
  6. Cuidados com alimentação também devem ser respeitados seguindo uma dieta líquida a pastosa de preferência fria nos primeiros 2 dias, depois continuando com uma alimentação leve por pelo menos 5 dias. Alimentos duros, como cascas duras, grãos e farelos devem ser evitados.
  7. O edema (inchaço) é normal dos dois primeiros dias após cirurgia, sem dor pode ser considerado normal, voltando ao normal em 5 dias depois do procedimento.
  8. Pequenos sangramentos podem ocorrer, pela manhã no travesseiro ou no canto da boca, nesses casos de pouca quantidade de sangue é comum.
  9. Ao dormir usar dois travesseiros para que a cabeça fique um pouco mais alta que o corpo.
  10. Aplicação de gelo extraoral com bolsa em gel é fundamental para diminuir o edema, dimunuir a dor e ajudar na cicatrização.
  11. Evitar consumo de bebidas alcoólicas porque interferem no metabolismo do medicamento  e o tabagismo porque o calor interfere no processo de cicatrização e o tabaco prejudica a cicatrização.
  12. O restante dos dentes devem ser cuidados e higienizados normalmente deixando somente a área operada com uso da escova Special  Care e do agente antibacteriano.
  13. Retorno para remoção da sutura em normalmente 10 a 15  dias, que é o tempo necessário para o fechamento da primário da ferida cirúrgica.Os pontos podem ser um motivo de desconforto por parte do paciente espetando, repuxando a região operada ou até mesmo ficando frouxo depois de poucos dias.
  14. Qualquer ocorrido fora do esperado como sangramento intenso, muita dor ou edema exagerado deve ser comunicado com o dentista.

A maior parte das complicações acontecem em função da falta de disciplina do paciente em não seguir os cuidados pedidos pelo dentista.

Hoje os procedimentos cirúrgicos tem uma previsibilidade muito boa, por causa do controle de infecção que é realizado no próprio consultório, com limpeza e métodos de esterilização muito controlados. Com as técnicas que são realizadas de forma cuidadosa e com menos trauma possível, que evitam o aquecimento do osso e um trauma menor para os tecidos. O tempo cirúrgico também é importante para o pós-operatório, quanto menor o tempo da cirurgia melhor o pós-operatório e menor serão as intercorrências.

O paciente deve estar ciente de todo o tratamento que foi realizado e da sua responsabilidade em seguir os cuidados no pós-operatório, sabendo que para o sucesso do tratamento sua cooperação é muito importante.

 

  • Outros Artigos

-Especialista em Periodontia – UGF
-Especialista em Implantodontia – Unigranrio
-Mestrando em Implantaodontia – SLM Campinas
-Professora do Curso de Prótese Sobre Implante – Frezato

Posts Recentes

Deixe um comentário