Importância dos cuidadores para saúde de adultos com deficiência

 Em Dia-a-dia, Fio dental

Cuidar de deficientes é uma tarefa demorada porém muito necessária para manter em dia a saúde bucal e física de adultos. Saiba mais neste artigo!

As dificuldades de adultos com deficiência podem variar de acordo com o estágio de independência que essa pessoa é capaz de manter. Muito pouco se é falado sobre o assunto, porém, é importante reconhecer que cuidadores têm um papel importante para reforçar ou manter a saúde de pessoas com deficiência.

Dentistas confirmam que deficientes físicos e mentais na grande maioria dos casos tem maior incidência em problemas da saúde bucal, sendo em sua pluralidade dos casos, recorrentes em doenças periodontais, cáries e tártaro. Mostrando desta forma, a importância dos cuidadores estarem presentes na rotina.

Como orientar cuidadores para a boa higiene bucal

Compreendendo as limitações de cada paciente, a solução é encontrar medidas que facilitem a rotina. Um caminho a ser seguido é estimular a independência nos pequenos detalhes dos cuidados dentais diários, dando apenas o apoio necessário para deixá-lo confortável, porém nem sempre é possível, nesses casos os cuidadores devem assumir a realização das seguintes tarefas:

Escovação

É indicado que seja feita 3 vezes ao dia, após cada refeição ou administração de medicamento.

Os restos de comida acumulados na boca, facilitam o desenvolvimento de bactérias que podem causar problemas dentais mais sérios como cáries e doenças gengivais. Além disso, deve-se prestar atenção na escova usada, o modelo ideal tem cerdas macias ou extra macias para não causar lesões e cabo com boa empunhadura.

Fio dental

Cuidadores costumam ter maior facilidade e confiança em escovar os dentes do que em passar o fio dental em seus pacientes. Com fio tradicional essa tarefa tão necessária se torna anti-higiênica e difícil, por isso a melhor opção é o fio dental com suportes.

Com hastes biodegradáveis de polipropileno, o Mini Flosser TePe faz a limpeza completa entre os dentes em menos tempo e com maior conforto. Sua haste foi feita para que através da mordida, o fio entre no espaço interdental com facilidade.

Manter um diálogo aberto com os médicos que acompanham o caso é sempre importante, adultos com deficiências, seja ela física ou mental, precisam de um grupo qualificado e multidisciplinar de médicos como apoio à família e aos cuidadores, conscientizando e educando as pessoas a melhor forma de lidar e tratar esse ser humano que tem vontades e necessidades próprias.

Grande parte dos deficientes físicos e mentais fazem a higienização da boca apenas 1 vez ao dia, quando se faz. Muitos precisam ser lembrados deste ato antes de dormir, o que não é uma atitude saudável e muito menos higiênica.

Os cuidadores devem estar atentos para não serem enganados por uma “falsa independência” repentina.

Deve-se manter a atenção quando esse paciente começa a descuidar de sua saúde e por quais motivos isso está ocorrendo.

Existem estudos que comprovam a relação direta de problemas bucais não tratados com infecções graves e doenças em órgãos vitais.

Conhece cuidadores ou adultos com deficiências? Compartilhe esse post com eles!

Banner Mini Flosser

Posts Recentes

Deixe um comentário