fbpx

O micro plástico não é o único problema, diminua a emissão de carbono!

 Em Público em geral

Hoje em dia, fala-se muito em sustentabilidade, certo? Cada vez mais precisamos cuidar de nosso planeta para que ele não seja destruído pela poluição nos próximos anos. 

Mas, entre muitos outros, alguns dos principais poluentes da Terra são o microplástico e o carbono. 

Que tal conhecer mais sobre eles e entender como podemos evitar que esses componentes caiam na natureza?

O problema do micro plástico

Você sabe o que são micro plásticos? 

Como o próprio nome sugere, são partículas muito pequenas de plástico, com tamanhos entre um a cinco milímetros, que são jogadas na natureza. 

Eles se originam de plásticos maiores, que foram descartados incorretamente e se deterioraram, levando ao aparecimento das suas partículas minúsculas. 

Esse problema começou por volta dos anos 1970 e logo passou a ser um problema grave para a natureza e, com a falta de cuidado humano, o perigo continuou se estendendo até os dias de hoje.

Atualmente, o micro plástico é o principal poluente dos oceanos de todo o mundo. 

O principal problema dessas micropartículas inseridas no ambiente natural, é que elas alteram todo o funcionamento e composição de certas partes do oceano.

Dessa forma, os primeiros prejudicados são os animais que ali vivem. Porém, além deles, o impacto para o ser humano é enorme, pois acaba agredindo todo o ecossistema em que vivemos e contamina nossas principais fontes de alimentos. 

Aquecimento global e pegada de carbono

A pegada de carbono é outro fator que preocupa quando o assunto é poluição do nosso planeta e aquecimento global. 

Quando falamos sobre a pegada de carbono, nos referimos ao cálculo que é feito sobre a emissão total dos gases de efeito estufa. 

Essa conta inclui todos os gases que são gerados durante a pré e pós vida útil de um produto, ou seja, na produção, uso e descarte dele. 

Também entram na conta todos os serviços que podem emitir esses gases no nosso planeta, como por exemplo a agropecuária, energia, processos orgânicos, aterros sanitários, entre outros.

Você sabia que todos os produtos que você consome têm um impacto na pegada de carbono? Que tal tentar diminuí-lo? Essa também é uma forma de ajudar o nosso planeta e reduzir o avanço do aquecimento global.

Consuma produtos com baixa emissão de carbono

Atualmente, temos a economia de baixo carbono, que visa diminuir o avanço do aquecimento global.

E você pode ajudar nessa mudança! Confira algumas atitudes simples, que podem ser feitas no seu dia a dia, para ajudar a diminuir a emissão de carbono e o impacto do efeito estufa.

Apostar no uso de energias limpas e renováveis

As energias limpas são formas de combustíveis que podem ser reutilizadas ou que não agridam o meio ambiente.

Alguns exemplos de energias limpas são: energia eólica, que é produzida através do vento e a energia solar que, como o próprio nome sugere, é a energia produzida através do sol.

Carros elétricos, é um outro exemplo de energia limpa e uma ótima maneira de diminuir a emissão de carbono e frear o efeito estufa. 

Reduzir os resíduos

Que tal começar a apostar nas sacolinhas reutilizáveis para ir ao supermercado? 

Essa é uma das muitas formas de reduzir os resíduos no seu dia a dia. Assim como reaproveitar caixas dos produtos e optar por soluções recicláveis. 

Quando não for mais possível reaproveitar, não se esqueça de descartar o produto e as embalagens de maneira correta: o que for reciclável no lixo reciclável e o que não for, no lixo orgânico.

Fazer os seus próprios produtos

Para diminuir a sua conta pessoal da pegada de carbono, você pode apostar em produtos “homemade”, ou seja, feitos em casa.

Limão, vinagre, bicarbonato de sódio e óleos essenciais, por exemplo, são ótimas alternativas para substituir os seus produtos de limpeza. 

Além disso, você também pode customizar as suas roupas quando estiver enjoada delas. Os ganhos são em dobro: a diminuição da pegada de carbono e a vantagem de ter uma peça personalizada, que somente você tem.

A TePe vem a cada dia diminuindo sua pegada de carbono

Para baixar a conta da pegada de carbono, a TePe está, cada dia mais, diminuindo a emissão de carbono dos seus produtos.

Para alcançar essa meta de redução, algumas medidas estão sendo tomadas, como:

Reciclagem do plástico:

Cerca de 200.000 kg de plástico são reciclados pela TePe Brasil por ano.

Esse é o valor proporcional a todo o impacto que os nossos produtos causam na natureza. 

Compensação do metal:

O metal é mais um elemento que está presente durante a fabricação dos produtos. Ele pode ser encontrado nas escovas interdentais, por exemplo.

A nossa ação, nesse caso, é compensar quase 20.000 kg de metal anualmente.

Compensação do papel:

Assim como os outros produtos, todo o papel utilizado na fabricação dos produtos TePeBrasil são compensados. 

Aproximadamente, entre embalagens, caixas e pacotes, são 15.000 kg por ano.

TePe GOOD: a escova de bioplástico amiga do planeta

Se o micro plástico, conforme falamos, é um dos maiores poluentes do nosso planeta, o bioplástico chegou para mudar isso.

Esse tipo de plástico, ao contrário do comum, se origina por meio de materiais recicláveis e renováveis, como óleos, gorduras vegetais e amidos, por exemplo.

Por ser feita somente com esse tipo de plástico, a TePe GOOD é um dos produtos da linha GOOD que são amigas da Terra.

Além disso, essa escova beneficia o planeta com:

Baixa emissão de carbono em todo o seu processo

Cerca de 95% do gás carbônico emitido durante o processo de produção da linha TePe GOOD é reciclável.

Por falar em reciclável, as embalagens desses produtos também são recicladas, o que evita o desperdício.

Cultivo consciente

Saber sobre o cultivo de um produto é essencial para saber o quanto de carbono ele está emitindo durante o seu processo de fabricação.

Por isso, além de produzir a cana-de-açúcar para utilizar no bioplástico, todas as condições de produção são justas, beneficiando a empresa, o vendedor e o meio ambiente.

Cruelty free

Todo o processo de produção dos produtos da TePe são cruelty free, ou seja, não prejudicamos e nem matamos animais.

E você? Que tal começar a diminuir o cálculo da sua pegada de carbono?

O primeiro passo você já deu: se informou sobre o assunto. 

Agora, não deixe para depois, faça compras conscientes e se informe sobre a empresa que está adquirindo o produto ou serviço. 

Posts Recentes

Deixe um comentário